Léo Cavalcanti

Falar de Léo Cavalcanti é fácil, pois suas composições são permeadas de harmonia de um jeito melódico, mas natural, onde o verso e a rima encontram um abrigo ideal, rodeados de invencionices rítmicas que se complementam e demonstram a amplitude de suas referências sonoras. Esse paulistano, que já fez parte do Grupo Palavra Cantada e trabalhou durante anos como instrumentista, trouxe para a música um frescor intenso com a sua voz.

“Religar”, seu primeiro álbum, experimenta, inova, questiona. Na verdade, a sonoridade encontrada em sua obra, religa nossos instantes e sentidos.

A sintonia entre voz e música, conseguida por Léo Cavalcanti, é surpreendente e com certeza agradará os ouvidos mais exigentes.

Para começar, separei uma letra interessantíssima:

Inalcansável Você

“Os seus lugares são belos
Os seus gestos são tão naturais
Boquiaberto me travo
Por me ver a te admirar demais
Eis que fico fraco
Eu inventei o inalcançável você”

Nessa Léo canta e encanta com Tulipa:

Sem (Des)Esperar

“Mas no fundo a esperança dorme, pronta a qualquer alarme
Se você mudar de ideia…
Pois nenhum amor assim morre
Talvez você se desarme e estarei pronto para a reestreia”

Se quiser se perder em outros ruídos avessos deste talento, dê um pulo até o musicoteca e baixe seu álbum de estréia, além de um demo lançado em 2008.

E aí, o que achou desse som? Gostou? E você o que tem ouvido por aí? Se você conhece algo bom e quer partilhar com a gente, envie sugestões para gramofonelunar@live.com

Você também pode gostar de ler e Ouvir:

Não diz | MedullaHora de Tiê

Hora de Tiê

É incrível como nem sempre damos a devida atenção a coisas importantes. Incrível como não abrimos os olhos de nossa alma para apreciar cores de sons diferentes.

Às vezes gosto de experimentar, observar bastante, perceber todos os detalhes antes de formar um conceito. E chegou a hora de falar de Tiê. É uma espécie de “Mallu Magalhães ” pra adultos, dizem outros blogs parceiros. Ouça conosco Assinado Eu:

Tiê Gasparinette Biral, formada em Relações Públicas, ex modelo, atriz, dona de Café Brechó e estudante de canto em Nova Iorque, lançou em Julho de 2009 seu primeiro álbum “Sweet Jardim”.

Neste álbum Tiê nos presenteia com:

A Bailarina e o Astronauta,

Aula de Francês,

PassarinhoDoisSweet Jardim, Chá Verde5º Andar, Stranger But Mine e  Te Valorizo.

Em Março de 2011 lançou o álbum “A Coruja e o Coração”, com 13 faixas, dentre as quais estão as regravações: “Mapa Múndi” de Thiago Petit, “Ando Meio Desligado” (Mutantes), “Você Não Vale Nada” (Dorgival Dantas) e “Só Sei Dançar com Você” de Tulipa Ruiz. Tiê contou com participações especiais, como Marcelo Jeneci. O trabalho apresenta também composições próprias, valorizando o romantismo da musicista sensível que aparece no primeiro cd. Uma dessas belas composições é Música de Bolso, confira:

Pra você que gosta de Thiago Petit e Tiê, que tal uma Canção Francesa?

Você também pode gostar de ler e ouvir:
Elephant Gun | Sou Escorpião | Cálice