Poeta ou Cantor? Talvez um Poeta Cantador!

Quando ouvi pela primeira vez, os acordes de “Dentro de Mim”, acredito que foi um transe e um misto de sensações boas e melhores ainda, algo tão mágico e único que poucas músicas me fizeram sentir até hoje!

Luis Kiari é tão maior que si mesmo, que seu verso transborda por mil direções imaginárias e escorre por todos os lados e por todos os cantos! Além de compositor ele é um poeta na essência da palavra, jogando com as palavras como uma criança brincando com suas bolas de gude, ele demonstra uma total dissonância do mesmo, uma ruptura com o óbvio, sendo ao mesmo tempo delicado e forte em suas composiões, tratando a melodia com a mesma intensidade com o que cuida das letras!

Descobri esse verdadeiro achado, ao ouvir algumas coisas de Maria Gadu, a qual foi responsável por trazer essa jóia bruta de valor incauculável, para que fosse conhecido nacionalmente, dando espaço pra ele em seu DVD, com a música “Quando fui Chuva”!

Luis Kiari é natural de Campina Grande, na Paraíba, mas foi no Rio de Janeiro que ele se aproximou de outros compositores e cantores conhecidos, participando de alguns projetos musicais de alguns amigos e selando assim a parceria que já existe há alguns anos com Maria Gadu.

Para que você possa conhecer mais um pouco há respeito dele, separamos essa entrevista, concedida há um canal local de sua cidade:

Quer saber mais sobre “Os Varandistas”? Nesse blog tem um material interessante a respeito.

Chega de papo e vamos logo aos finalmentes!

Música, por favor! Aumentem o som e se deixem levar!

Dentro de Mim

Luis Kiari – veja a letra da música

Quando fui Chuva

Luis Kiari e Maria Gadu – veja a letra da música

Valsinha Torta

Luis Kiari – veja a letra da música

No meu entender essa é com certeza a melhor de todas:

Nosso Carnaval

Luis Kiari – veja a letra da música

Músicas do Gramofone: Nosso estranho amor

Caetano é Caetano! Não que eu seja muito fã dele ou coisa assim, mas com certeza, essa é uma das interpretações mais memoráveis da MPB de todos os tempos, de certa forma por causa do dueto impecável entre ele (Caetano Veloso) e a voz inconfundível de Maria Gadu, que apesar de algumas escolhas estranhas em seu repertório, sempre nos brindou com coisas realmente novas e interessantes e quando se dispõe a colocar sua identidade vocal em uma música, normalmente a torna diferente e única.

Para quem ainda não ouviu, respire de vagar e absorva essa obra prima:

Nosso Estranho Amor

Não quero sugar todo seu leite
Nem quero você enfeite do meu ser
Apenas te peço que respeite
O meu louco querer
Não importa com quem você se deite
Que você se deleite seja com quem for
Apenas te peço que aceite
O meu estranho amor

Ah! Mainha deixa o ciúme chegar
Deixa o ciúme passar e sigamos juntos
Ah! Neguinha deixa eu gostar de você
Prá lá do meu coração não me diga
Nunca não

Teu corpo combina com meu jeito
Nós dois fomos feitos muito pra nós dois
Não valem dramáticos efeitos
Mas o que está depois

Não vamos fuçar nossos defeitos
Cravar sobre o peito as unhas do rancor
Lutemos mas só pelo direito
Ao nosso estranho amor