Ao Vento

 

Perguntei ao vento,

Se existe alguma forma de parar o tempo,

E o vento disse: O tempo é teu.

Léo Bosso

Do Blog do Autor

Você também pode gostar de ler e ouvir:

TãoHipócrita | A Nave

Elucubrações

 

Fantasiar,

Sobre a infância dos velhos,

E a velhice dos jovens,

Metaforizar,

Sobre as perguntas dos sóbrios,

E as respostas dos loucos,

Pensar,

Sobre a cabeça dos tolos,

E a tolice dos sábios,

Rir,

Sobre a graça do sério,

E o brilho do bobo,

Abstrair,

Sobre a necessidade de falar,

E a arte de ouvir,

Filosofar,

Sobre o sabor do tempero,

E a elegância do prato,

Meditar,

Sobre a calma do monge,

E a aflição do ansioso,

Escutar,

Sobre o encanto da música,

E o canto dos pássaros,

Elucubrar,

Sobre o desenho do artista,

E a palavra do poeta,

Sobre a poesia da vida,

E a arte que nos cerca,

Inventar, inverter, encontrar.

 

(Léo Bosso)

 

Do Blog Adjetivos à Gosto

 

Gastropoeticologia

Refogue um punhado de letras com vírgulas,

Mexa até virar palavras,

Adicione doses de fantasia,

Junte ao fermento das metáforas,

Cubra de acentos a essência dos verbos,

Misture com litros de imaginação,

Encontre a beleza nos versos,

Acrescente doses lúdicas de adjetivos,

Obtenha sabores diversos,

Ainda que subjetivos,

Tempere com sentidos inversos,

Se jogue na panela da mente,

Deixe de molho e acenda,

O fogão inconsciente.

Aguarde as borbulhas do pensar…

Léo Bosso

Do Blog Adjetivos à Gosto