Três Pontinhos


Das sementes crescem as flores.
Do dia, a noite.
Do sorriso faz-se pranto.
Do branco, preto.
Da esperança, desespero.
Sonhos em pesadelos.
Do caos a paz.
E da vida… despedida.

Tassiana Resende

Você também pode gostar de ler e ouvir:
Não dizCaminhar | Igor de Carvalho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s