Não diz


As vezes penso
que não tenho senso
de amor

As vezes passo
pelo mesmo traço
que se apagou

As vezes lembro
que não tenho tempo
pra dor.

As vezes ouço
aquele mesmo esboço
que ninguém tocou.

E as vozes mudas
das flores murchas
que o vento não quis.

Se fingem de surdas
as cores úmidas
que a lágrima não diz.

Você também pode gostar de ler ou ouvir:

BirdyChristina Perri | Oi?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s