Feliz Ano Velho


A verdade é que o mundo acabou mesmo, sabia? Ele acaba e recomeça todo fim de ano. Nada começa sem que outra coisa termine, o fim está sempre a um passo do início. Não percebemos bem, mas basta um empurrão para ir de janeiro para dezembro, e vice-versa. O tempo é um eterno leva e trás, que carrega os instantes e deixa esse gosto de história mal contada sempre vivo na lembrança. É o fim que sempre começa de novo, de novo e mais uma vez, infinitamente. Muitos se apegam a ideia de que um novo ano trás infinitas possibilidades; pode até ser verdade, mas de nada adiantará ter um leque de versões de si mesmo, se não se livrar das amarras que te mantem preso ao rascunho inicial e mal esboçado que você já amassou e recolheu da lixeira várias vezes. Aproveite a deixa e se deixe ousar ser aquilo que realmente te motiva, aquilo que te excita, aquilo que te eleva, aquilo que te dimensiona, aquilo que te acelera, aquilo que te propulsiona. Não se apegue a mesmice! Fuja da superfície! Seja o novo que você tanto anseia. Seja aquilo que corre em suas veias!

Você também pode gostar de ler ou ouvir:

Cambriana | Holger | Grave Leve

Um pensamento sobre “Feliz Ano Velho

  1. Tim disse:

    It’s crazy to think it’s 2013 already.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s