O tempo


Passavam as nuvens
em formas, cores
e ilustrando os tons irrequietos de nossa canção.

Cantavam os ventos
em notas, amores
e um tanto de sons, que não vinham de nenhuma direção.

Mais uma noite em claro
e um dia mergulhado na mais densa escuridão.
Mais um sorriso calado
e uma lágrima que escorre palavra em refrão.

Nem algodão, nem felicidade.
Nem conclusão, nem cumplicidade.

Aquele céu para mim
só representava o tempo.
Tempo que passava sem pressa.
Sem fins, nem começo.

Apenas o tempo!

Você também pode gostar de ler e ouvir:

Cantiga de Dar Tchau Solitária | A Banda Mais Bonita da Cidade

2 pensamentos sobre “O tempo

  1. th disse:

    o tempo não volta. mas ele para. não?

    • Lógico que para… dependendo do componente adicionado… ele acelera… retarda e até retrocede… mas isso em um mundo paralelo, onde só você e o outro existem, mas do lado de fora, cronologicamente ele continua seu galope desvairado em direção ao infinito!

      Obrigado por comentar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s