Rafael Morais: Entrevista


Algum tempo atrás estavamos lá revirando alguns videos no youtube, quando de repente nos deparamos com algo que me chamou a atenção logo de cara, deixando nossos ouvidos em uma excitação tão intensa, quanto reconfortante. O responsável por isso, foi o cantor e compositor paranaense Rafael Morais que com seus acordes simples e sua poesia encantadora nos fez voar ouvindo o seu som.

Depois de alguns contatos, o compositor nos honrou, aceitando a realização de uma entrevista por email em 10 perguntas, a qual transcrevemos na íntegra:

1.Gramofone: De onde você é?
Rafael Morais: Nasci em Itambé – PR, mas atualmente moro em Maringá – PR, onde trabalho como músico e estudo.
2.Gramofone: Quantos anos?
Rafael Morais: 21
3.Gramofone: Qual a sua formação musical?
Rafael Morais: Frequentei aulas de violão quando muito novo em Itambé, numa escola de música local, num período de aproximadamente um ano, depois que deixei as aulas passei a praticar sozinho, pesquisar coisas na internet, e ir aprendendo conforme minhas necessidades.
4.Gramofone: Qual são as suas influências?
Rafael Morais: Acho muito difícil responder essa pergunta, tenho alguns artistas e bandas que sempre gostei de ouvir e que de certa forma estão presentes em pontos nas coisas que produzo, como Gilberto Gil, Nando Reis, Marcelo Camelo, Roberto Carlos,  mas a minha influência maior como compositor creio que não venha diretamente das coisas que ouço, e sim das coisas que vivo e sinto, das coisas que estão ao meu redor, das pessoas em minha vida, dos músicos que tocam ao meu lado, das minhas experiências de vida mesmo, acredito que as músicas todas estão por aí em algum lugar, algumas eu encontro, as aprendo e chamo de minhas.
5.Gramofone: Você se define, como um compositor de qual estilo?
Rafael Morais: MPB
6.Gramofone: Qual tipo/estilo de música você ouve? Compõe desde que idade?
Rafael Morais: Ouço muitos gêneros musicais, muito me atrai coisas que ainda não ouvi e que não são facilmente comparáveis a outras coisas, gosto muito de música brasileira, sempre gostei de procurar novas bandas, novos artistas na internet. Componho coisas viáveis, se não me engano, desde os 15 anos, sempre tive necessidade de me expressar, expor meus sentimentos, e encontrei minha música como ferramenta para isso, mas desde muito novo sempre gostei de escrever, de fazer poesias e textos.
7.Gramofone: Gosta de ler? Quais escritores?
Rafael Morais: Sou um pouco preguiçoso com leitura, não tenho escritores favoritos, só acho que todas as pessoas deveriam ler ‘O Pequeno Príncipe’ de Saint-Exupéry, não é nada infantil, se trata dos valores que a humanidade tem deixado pra trás.
8.Gramofone: Como foi e qual é a primeira música que você fez?
Rafael Morais: Se não me engano a primeira música que fiz falava sobre macacos que pensavam e queriam dominar o mundo (hahahaha). Eu era muito jovem e tinha uma banda de ‘rock’ com uns amigos, ensaiávamos onde dava, na garagem da casa de um, ou de outro, aí lembro de ter feito essa música que era pro repertório da banda, eu devia ter uns 13 anos (haha).
9.Gramofone: Quais são os novos projetos?
Rafael Morais: O Principal projeto pra esse ano é o termino da gravação do primeiro disco que será lançado pela Paquiderme Records, aqui de Maringá, metade da pré produção já está pronta, estamos esperando o término da construção do estúdio do nosso baixista e produtor musical Gabriel Moraes para que possamos continuar com a produção, esperamos que até o fim do primeiro semestre o disco já esteja pronto. Temos também alguns roteiros de videoclipes que estão estacionados esperando o termino das gravações do disco, pretendemos produzir alguns clipes ainda esse ano também, vai vir muita coisa por aí.
10.Gramofone: Rafael Morais por Rafael Morais
Rafael Morais: Não sei se consigo fazer isso, acho que não me conheço tão bem, só acredito que sonho, que sinto e que amo. (:
Trazemos algumas canções para que você possa se deixar levar pelo verso solto desse paranaense que com certeza irá ecoar por esse país em alguns meses.
A primeira é a música que “por acaso” nos fez conhecer essa grata surpresa. Com vocês “E se acaso”:
E a segunda é uma poesia em forma de canção, chamada “Cantiga de nº 1”:
Rafael nos disponibilizou duas canções exclusivas do novo álbum em fase de pré produção para audição.  São elas “Maracujá” “Vida”. Ambas estarão aqui e na Radio Lunar.
Ouçam as faixas disponíveis:
Maracujá
Vida
E aí o que achou? Participe, compartilhe e ajude a ecoar os sonhos desse velho Gramofone a todos os cantos.

Você também pode gostar de ler ou ouvir:

A Coletora | Bim | Nosso Estranho Amor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s