Palavra e Sussurro


Sou palavra e sussurro,
uma lágrima no escuro,
algo certo e inseguro,
em meu nada, o meu tudo,
sabe, eu nem sei mais o que tanto procuro

Por que as vezes sinto vontade de gritar,
mas a voz não sai.
Por que as vezes sinto vontade de voar,
mas meu corpo simplesmente cai.
Vez em quando eu me perco em mim mesmo,
e quando me encontro já nem sei por onde foi que eu andei…

As vezes o que digo, se distorce, se contorce,
me envolve e me refaz em outros tantos cantos,
outros tantos sonhos, outros tantos ecos,
as vezes erro, mas também acerto.

Meus dizeres são tortos,
incompletos e vez ou outra não fazem muito sentido,
mas prefiro ser assim meio perdido, completamente encontrado,
do que ter que fingir o tempo todo que estou do seu lado.

O poema é uma compilação de frases do Gramofone no Twitter.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s