Um Acorde Qualquer


Hoje acordei meio descabido
pelejando pra juntar os versos que escapuliram de mim
Hoje transbordei o meu sorriso
desatando os meus nós, um por um, e descobri que não tenho fim
Por um lado foi bom que me encontrei com meus sons
minhas pequenas antigas cantigas sem rima
que costumava cantarolar por aí
Mas por outro foi meio triste, por que me lembrei daquele velho batom
que acostumei a saborear na boca daquela menina
que costumava gostar de sorrir
E revivi aqueles antigos sentidos que já não tenho mais
aqueles perdidos caminhos que vez ou outra tentei esconder
Degustei enfim esse sabor amargo que traz a ausência de paz
ouvi na lembrança então um acorde qualquer que me fez entender:
As vezes assim sem querer,
agente se perde mesmo sem saber,
e se encontra assim ao amanhecer,
e mexer em nossos guardados não é algo que se deva fazer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s