Músicas do Gramofone: Ritmo e Poesia da Menina Feia


Boa noite, bom dia e boa tarde! Por que começo essa postagem assim?

Por que em algum lugar do mundo é noite, dia ou tarde, oras!

Então, hoje trazemos para o deleite de vocês algo muito bom, que nos foi indicado por uma conhecida nossa e que realmente tem bom gosto! A princípio agente estranha um pouco o nome, não é mesmo? “Nô Stopa”, pois bem, esse é o nome artístico de uma raridade artística e musical, filha do compositor Zé Geraldo, Nô é também Atriz e Dançarina, desenvolvendo um trabalho intenso com teatro de bonecos, sendo que já participou de várias peças e atividades envolvendo o público infantil ao longo da carreira. Apesar de aparecer agora para a grande mídia, Nô Stopa iniciou sua carreira musical em 1998, em um CD chamado “O Novo Amanhece”, onde Zé Geraldo e Renato Teixeira, abriram espaço para os filhos, Chico Teixeira (filho de Renato) e Nô Stopa (filha de Zé Geraldo), sendo que nesse projeto Nô compôs duas faixas, mas a verdadeira materialização de um sonho da cantora, aquele de entrar para um estúdio e gravar o seu primeiro CD, só veio a acontecer em 2004, com o lançamento do CD independente “Camomila e Distorção”, lançado por um selo próprio chamado “Sol do Meio Dia”. Em 2010, Nô muito mais amadurecida musicalmente, lançou seu segundo trabalho, em parceria com o produtor  Érico Theobaldo e que chama-se Novo Prático Coração, um álbum recheado de coisas boas e onde está presente a música que escolhemos pra tocar agora no Gramofone: “Ritmo e Poesia da Menina Feia”.

Lembrando que você pode comentar as músicas e indicar novidades pelo nosso msn gramofonelunar@live.com e todas as músicas indicadas no blog, podem ser encontradas para audição na Radio Lunar.

Sem mais conversas, vamos logo ao que interessa e tire as suas próprias conclusões:

Ritmo e Poesia da Menina Feia – Nô Stopa

Composição: Wesley Noog/Nô Stopa

Hoje eu quero mais do que de costume
me refazer no perfume
despetalar meu ciúme, me distrair
porque sou a mistura de caos e jardim
porque sou amena, porque sou ruim
porque não consigo me olhar no espelho
eu sou espectro e fico vermelho
isso eu sei, é errado, isso é pecado
não permita que eu seja castigado
me perdoa meus apegos e minha falta de auto-estima
eu sou desprotegida porque sou menina
ninguém pode me ver… chorar

vou chorar escondida, quero a máscara mais bonita
quero ganhar a fita, meu diário que o diga
prefiro uma amiga pra me dar os braços,
pra mostrar os passos, pra me dar ardis

quero um sapato alto
e quero pelo menos um espelho mais feliz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s