Sonhos e Inquietações


Bem que eu queria não sonhar com seus beijos
pois não tenho eles pra me acalmar quando acordo
Sabe, eu nunca senti em mim algo tão intenso
Sinto seu sorriso… não respiro… quase me afogo
Bem que eu queria não ter me invertido em seus meios
pois agora já nem sei mais como eu volto
Sabe, assim em ti quase que me perco por inteiro
Sinto seu sentido… me inspiro… eu adoro

Em meu sonho passeio por seus versos e por seus lugares
caminhando tranquilo nas inquietações do seu instante
Assim me intrometo nos devaneios breves de alguns outros olhares
E me entendo na poesia discreta mas envolta de seu desejo errante
Mas de repente olho para um lado, para o outro e não vejo seu lugar
aí que me lembro que não me pertence aquele tão intacto olhar
Choro sentido… num pensamento perdido… sem mesmo entender
é mesmo verdade… se meu corpo falasse…ele me pediria… pra te conhecer

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s